Primeiros Socorros - K

 

1. Conhecer os princípios da respiração boca a boca, e o tratamento para vias respiratórias obstruídas.

A respiração boca-a-boca é o método mais prático de se fazer a vítima voltar a respirar normalmente. A porcentagem de oxigênio não aproveitada ou que ainda não chegou aos pulmões do socorrista servirá para revitalizar a respiração da vítima. Retire da boca da vítima qualquer objeto que atrapalhe, deite-a numa superfície reta e libere as vias aéreas levantando a nuca e estendendo a cabeça para trás o máximo possível. Coloque a boca sobre a boca do asfixiado, tape o nariz dele e sopre de modo que o ar não vaze. Sobre de 12 a 20 vezes por minuto. As vias respiratórias obstruídas impedem a passagem do ar, caso o quadro seja grave e com risco de morte, a traqueostomia é utilizada, por pessoas especializadas. Tente desobstruir as vias aéreas através do dedo na garganta da pessoa, batidas nas costas ou reflexo da tosse, pressionando dois dedos na traquéia da pessoa e incitando a tosse.

 

2. Qual é a diferença entre um ataque cardíaco e um derrame, e qual o tratamento adequado para cada situação?

Ataque cardíaco Falta de sangue no coração, interrompendo a vascularização e bombeamento do sangue para o corpo. Levar ao médico com urgência.

Derrame Hemorragia cerebral que causa a perda da consciência. Levar ao médico rapidamente.

 

3. Conhecer o procedimento adequado no tratamento de vítimas com hemorragia.

Pressione o local para impedir a perda de sangue. Em grandes hemorragias, utilize um pano. Caso a vítima tenha perdido muito sangue, aqueça-a com um cobertor.

 

4. Conhecer os pontos de pressão e como aplicá-los corretamente.

Alguns dos pontos de pressão são: temporal (cabeça), braquial e punho (braço), femural (perna), cervical (pescoço) e coronária (peito). Utiliza-se os dois dedos estendidos (indicador e médio) pressionando o local para constatar se a pessoa tem pulsação.  

 

5. Conhecer o método de aplicar um torniquete, e quando usá-lo.

O torniquete é um meio de obstruir a passagem de sangue de um lugar do corpo para o outro. Geralmente feito em membros, consiste de um pano amarrado ao membro e apertado de tal maneira que impeça a passagem de sangue. Utilizado para conter hemorragias e picadas de cobra. Nós, desbravadores, não temos o costume de usar o torniquete NUNCA! Pois pode causar muitos problemas, como gangrena.

 

 

6. Conhecer as causas do choque, e demonstrar o tratamento apropriado neste caso.

O sangue flui de forma alterada. O coração, cérebro e órgãos vitais podem ficar sem sangue e a pessoa pode morrer se não for atendida no tempo certo. Ocorre por queimaduras graves, hemorragia acentuada, ossos quebrados e grandes ferimentos. O choque pode ocorrer em decorrência de uma doença grave. Qualquer ferimento grave pode causar o choque.

Primeiro socorro - Se não houver ferimento no peito, deite a pessoa e levante as partes mais baixas do corpo.Conserve a vítima aquecida com cobertores, não faça ela suar. Dar água pura, nem quente nem fria. Manter a vitima calma e confiante se estiver consciente. Não lhe dê alimentos.

  

7. Conhecer o procedimento adequado para o tratamento de vítimas com envenenamento.

Primeiro deve-se saber o que a pessoa ingeriu. Se ela ingeriu ácidos, amoníacos, alvejantes, desinfetantes, soda cáustica ou derivados de petróleo (gasolina, acetona, removedor, etc.) NÃO provoque o vômito. Caso tenha ingerido soda cáustica dê uma mistura de vinagre e suco de limão diluídos em água e logo em seguida dê leite ou clara de ovo. Em caso de ingestão de ácido, dê leite, água com bicarbonato, azeite de oliva ou clara de ovo para amenizar as irritações do aparelho digestivo. Nos casos de não ter ingerido nenhuma dessas substâncias acima, você pode incitar o vômito através de água morna ou dois dedos na garganta. Depois leve a vítima ao hospital para diagnosticar se o caso é grave ou não.

8. Conhecer o procedimento adequado para o tratamento de vítimas de queimaduras.

1° grau Superficial, atinge a epiderme, causa vermelhidão e dor suportável.

Primeiro socorro – Lave com água de temperatura ambiente as partes lesionadas.

2° grau Atinge a epiderme e a derme, com formação de bolhas e dor mais intensa.

Primeiro socorro – Não fure as bolhas. Limpe o local e não passe pomadas. Aplique curativo estéril.

3° grau Profunda, atinge todas as camadas da pele, inclusive o tecido muscular. Pode ter ausência de dor.

Primeiro socorro – Retire partes da roupa que não estejam grudadas. Leve ao médico com urgência. Nos casos mais dolorosos, pode-se dar analgésicos e aplicar gelo em volta do ferimento.

 

9. Saber como aplicar corretamente as seguintes ataduras:

                           

a. Espiral fechado e aberto b. Atadura em oito
Espiral Aberto Espiral Fechado  
c. Ponta do dedo d. Atadura tipo gravata, para cabeça

 

10. Saber como aplicar talas às seguintes partes do corpo:

 

a. Braço

b. Antebraço

c. Tornozelo

d. Joelho

                                                                              

11. Conhecer o tratamento adequado para o seguinte:

a. Ferimentos na cabeça – para ferimentos de superfície (externos), trate como ferimento comum. No caso de ferimentos internos de maior gravidade, leve ao médico com urgência.

b. Ferimentos internos – a principio, deve-se aliviar a dor e levar ao médico se a vítima apresentar algum tipo de sangramento pelas narinas, boca ou fezes e muita dor.

c. Ferimentos à bala – estancar a hemorragia com algum tipo de pano e evitar a perda de sangue e esfriamento da pessoa até chegar ao médico.

d. Ferimentos no olho – geralmente as lágrimas se encarregam de tirar corpos estranhos, mas se isso não ocorrer, utilize um algodão umedecido e retire levemente. Em casos graves, vá ao médico.

e. Picadas de insetos e mordidas de animais – As picadas em geral não geram mais que um imcômodo. Em casos de inchaço e alergias exageradas, vá ao médico. As mordidas devem ser tratadas com água e sabão, aplicando curativo estéril, caso o animal apresente sinais de raiva, vá ao médico.

f. Desmaios e epilepsia – Em desmaios, a pessoa costuma voltar à consciência em pouco tempo, deixe-a deitada e espere. Caso não volte por muito tempo, leve ao médico. Nos casos de epilepsia, o melhor é afastar os objetos perigosos e deixar a pessoa se debater e voltar ao normal.

g. Efeitos do calor ou frio extremos – O calor extremo pode causar náuseas, suor, queimaduras, etc. O ideal é levar a vítima a um local mais fresco e tratar os sintomas. Em casos de frio extremo, pode ocasionar cianose das extremidades (dedos, nariz e boca ficam roxos), aqueça a vítima.

 

12. Saber o que fazer num acidente com eletricidade.

Afaste a pessoa imediatamente do contato com a corrente elétrica desligando a chave de energia ou afastando o fio com um cabo de vassoura, pano, jornal dobrado ou corda. Nunca toque na vítima até ela estar separada do contato com a corrente. Caso esteja sem respirar, faça a respiração artificial. Leve-a ao médico.

 

13. Saber como escapar de um incêndio.

Procurar andar sempre abaixado, pois a fumaça tende a subir. Tentar abrir (ou quebrar) todas as portas e janelas que encontrar. Não desafie o fogo. Em casos de lugares com desmoronamentos pelo fogo, fique debaixo de portas ou divisões de cômodos, que são mais difíceis de cair. Não se desespere. Em caso de sua roupa pegar fogo, tente abafar ou, em último caso, rolar no chão.

 

14. Saber como obter ajuda numa emergência.

Uma forma rápida e segura de pedir ajuda é pelo telefone do resgate de emergência. Discando o telefone 190 de qualquer lugar, você pode pedir auxílio e chegará rapidamente. Caso esteja sem telefone, procure outros meios de chamar a atenção, como fumaça controlada, gritos, barulho ou coisas que possam causar o desvio da atenção de quem passa para o seu problema.

 

15. Conhecer o procedimento adequado para tratar uma vítima de radiação.

Os acidentes com radiação não são comuns. Eles acontecem em conseqüência de um acidente numa usina nuclear (que não temos no Brasil) ou por uma bomba atômica ou produtos nucleares ativados através de guerras químicas. São altamente destrutivos, alterando o DNA da pessoa atingida e causando tumores de várias naturezas. Uma vítima de radiação deve ser tratada de maneira sintomática (trata-se os sintomas), lembre-se que o contato com a radiação ocasiona a sua contaminação também, por isso quando tiramos radiografias, utilizamos aqueles aventais de chumbo. Não há muito o que fazer nestes casos, senão, manter a vítima calma e levar ao médico para tratar os efeitos radioativos.

 

16. Conhecer as seguintes maneiras de carregar uma vítima num resgate:

 

a. Puxar pelo ombro b. Usando um cobertor

c. Duas pessoas carregam d. Carregar pelas extremidades
e. Maca improvisada f. Três pessoas carregam numa rede
g. Usando maca  
 

 

 

Home ] Acima ] Alerta Vermelho ] Enfermagem Básica ] Física ] Ótica ] Primeiros Socorros - Básico ] [ Primeiros Socorros ] Primeiros Socorros - Avançado ] Química ] Reanimação Cardiopulmonar ] Resgate Básico ] Saúde e Cura ]

Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Jackson Alexandre Silva